Príncipe Andrew é obcecado por ursinhos de pelúcia, como mostra filme?

Voguel
Voguel 4 Leitura mínima

A Netflix lançou hoje (5) o filme “A Grande Entrevista”, que mostra os bastidores da desastrosa entrevista do príncipe Andrew, 64, sobre sua associação ao caso Jeffrey Epstein e acusações de abuso sexual.

Uma das cenas mais curiosas do longa-metragem mostra o príncipe enfurecido com uma arrumadeira que não organizou corretamente os ursinhos de pelúcia sobre sua cama. E, não, a cena não é uma metáfora para representar as excentricidades de Andrew: segundo vários relatos, ele é realmente obcecado por bichinhos de pelúcia.

Charlotte Briggs, que trabalhou no Palácio de Buckingham nos anos 90, disse que passava mais de uma hora por dia organizando os 72 ursinhos na cama do príncipe. Na época, ele já tinha mais de 30 anos. Outras fontes próximas à realeza, como o ex-segurança Paul Page, também já falaram sobre a extensa coleção de Andrew.

Assim que consegui o trabalho, fui informada dos ursinhos, e me ensinaram como Andrew queria que fossem organizados. Tive um dia inteiro de treinamento. Tudo tinha que estar no lugar certo. Era algo muito peculiar, muito estranho. Ele já era um homem adulto que serviu ao Exército na Guerra das Malvinas, mas amava demais os ursinhos e era muito claro em relação a como queria que fossem organizados. Charlotte Briggs ao The Sun

Na hora de dormir, as funcionárias tinham que tirar os bichinhos da cama e posicioná-los no quarto. “Cada um tinha seu lugar. Precisávamos empilhar os pequenos em uma lareira que não era usada, de novo, em ordem de tamanho para que ficassem bonitinhos. Os dois favoritos sentavam em tronos, um em cada lado da cama. Os outros ficavam no pé da cama, no chão.”

Andrew perdia a paciência e gritava com as funcionárias, caso os ursinhos não estivessem organizados seguindo as instruções, descritas em um papel laminado. Entre as “preciosidades” da coleção do príncipe estão dois hipopótamos, uma pantera, um ursinho segurando um coração e muitos bichinhos com uniformes de marinheiro, além de travesseiros com inscrições como “príncipe” e “papai”.

Príncipe Andrew (Rufus Sewell) assiste à controversa entrevista com sua coleção de pelúcias Imagem: Peter Mountain/Netflix

A jornalista Elizabeth Day também teria tido um “gostinho” da obsessão do duque de York por pelúcias quando conheceu o príncipe nos anos 2000. Ela diz que esperou por Andrew em um corredor do palácio, onde sua única companhia era um grande urso de pelúcia “sentado” em uma cadeira.

Perguntei a [Andrew] sobre isso. Ele deu uma risadinha e disse que foi um presente de sua ex-mulher, Sarah Ferguson. Aparentemente, o ursinho estava esperando por ele quando entrou na carruagem que levou o casal da Abadia de Westminster à festa de casamento. Ele achava isso extremamente engraçado, anos depois do evento. Era muito estranho, para mim, que um homem adulto ficasse tão entretido com a presença de uma pelúcia. Elizabeth Day, em texto publicado na revista You

O príncipe também já teria falado sobre sua coleção de ursinhos. Ainda de acordo com o The Sun, o príncipe Andrew disse em 2010 que comprava um ursinho em cada lugar a que ia com a Marinha e, por isso, tem uma grande coleção de bichinhos do mundo todo.

Andrew deixou sua suíte no Palácio de Buckingham e 2023 e, aparentemente, os ursinhos “se mudaram” para sua residência oficial, Royal Lodge, em Windsor. A coleção diminuiu nos últimos anos, mas as instruções de como organizá-la continuam rígidas, segundo o The Sun.

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.