Precursor do nazismo, antissemita: quais são os erros mais frequentes quando se fala de Nietzsche | Eu &

Voguel
Voguel 1 Leitura mínima

“De Nietzsche, na verdade, sempre se disse o que se quis.” A frase, quase em tom de desabafo, está perto do fim de “Nietzsche, filósofo da suspeita”, de Scarlett Marton, uma das principais especialistas na obra do filósofo alemão (1844-1900) no Brasil. O livro, escrito para um público amplo, mas sem simplificações, busca levantar estrategicamente tudo isso que se diz sobre Nietzsche, muito frequentemente de forma equivocada. “Começo desconstruindo as imagens que foram coladas à figura de Nietzsche ao longo de mais de cem anos para fazer surgir seu próprio pensamento”, disse a autora ao Valor sobre o livro que foi lançado em primeira edição em 2010 e agora é republicado com ampliações e atualizações.

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.