Positivo Tecnologia compra a Algar TI e dobra de tamanho | Empresas

Voguel
Voguel 4 Leitura mínima

A Positivo Tecnologia anunciou nesta segunda-feira (18), a compra da Algar TI Consultoria S.A., divisão de serviços de tecnologia do Grupo Algar, por R$ 235 milhões. O negócio, que compreende o pagamento de R$ 190 milhões em dinheiro e os R$ 45 milhões restantes, em 12 meses, com base na performance da companhia adquirida, é o maior da história da empresa fundada em 1989.

  • Apple negocia acordo para ter IA do Google no iPhone
  • IBBX recebe aporte da Finep para dar fim a cabos e baterias

Com a aquisição, a Positivo dobra de tamanho, passando a contar com 8.600 colaboradores, sendo 4.500 vindos da Algar TI, que conta com 160 clientes de grande porte, incluindo bancos e mineradoras.

O negócio também leva a Positivo ao mercado internacional, já que a Algar TI também conta com clientes na Argentina, na Colômbia e no México.

Rotenberg ressalta que as operações internacionais geram 20% do faturamento anual da Algar TI. “Isso nos traz a internacionalização e a experiência em outros mercados”.

Nos 12 meses encerrados em 30 de setembro de 2023, a Algar TI Consultoria, registrou receita bruta de R$ 459 milhões e taxa de crescimento anual composta de 19% nos últimos três anos, informou a Positivo.

  • A ascensão da Nvidia e a revolução da computação paralela

A aposta da Positivo em serviços gerenciados, projetos e consultoria em tecnologia eleva a participação da divisão de serviços dos atuais 8% da receita total da empresa para uma fatia entre 18% e 20%, projeta Rotenberg. Entre três e cinco anos, a meta é alcançar 33% da receita da companhia com esta divisão.

“Os serviços geram recorrência e margem maiores”, avalia o presidente da Positivo Tecnologia.

A negociação coloca a Positivo Tecnologia diante de um mercado que fatura US$ 45 bilhões ao ano no Brasil e US$ 115 bilhões na América Latina, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes). Entre as rivais estão empresas como Stefanini, Sonda e Tivit.

Antes da aquisição, a Positivo atuava em uma fatia de serviços com faturamento anual de US$ 6 bilhões a US$ 8 bilhões ao ano, compara Rodrigo Guercio, vice-presidente de Mercado Corporativo e Grandes Contas da Positivo Tecnologia.

“Deste mercado adicional, US$ 13 bilhões envolvem projetos e consultoria, incluindo tecnologias de IA, conectividade, armazenamento, nuvem pública e privada”, detalha Guercio. “Na área de serviços gerenciados, onde o mercado potencial de US$ 23 bilhões, nos tornamos a própria área de tecnologia das empresas”.

A Algar TI tem sede em São Paulo, mas conta com profissionais que atuam em todo o país e nos vizinhos latino-americanos.

Segundo Rotenberg, a negociação envolveu parte do caixa da Positivo e outra parte em empréstimos. Ele prevê que as operações sejam integradas dentro de oito a 12 meses.

A Positivo Tecnologia divulgará os resultados do quarto trimestre e do acumulado do ano de 2023 nesta quarta-feira (20).

No terceiro trimestre do ano passado, a empresa registrou lucro líquido de R$ 28,8 milhões, queda de 43% em relação ao terceiro trimestre de 2022. A receita líquida da companhia somou R$ 849 milhões, uma queda 20,2%, em base anual.

Segundo a Positivo, a transação de compra da Algar TI é “cash free debt free”, não envolvendo dívida, sem interferência na alavancagem medida em relação ao Ebitda empresa.

As ações da Positivo Tecnologia fecharam em alta de 2,37% nesta segunda-feira, negociadas na B3 a R$ 8,20.

Positivo Tecnologia — Foto: Divulgação

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.