Ondas de calor serão mais quentes e vão durar mais; entenda

Voguel
Voguel 8 Leitura mínima

As alterações climáticas estão fazendo com que ondas de calor gigantescas se espalhem pelo mundo por mais tempo, levando temperaturas mais elevadas para áreas maiores. É o que aponta um novo estudo publicado na revista Science Advances.

Descobertas do estudo sobre ondas de calor

  • Desde 1979, as ondas de calor globais estão se movendo 20% mais lentamente;
  • Isso significa que mais pessoas são impactadas pelo calor por mais tempo;
  • De 1979 a 1983, as ondas de calor globais duravam em média oito dias, mas entre 2016 e 2020 a média subiu para 12 dias.
  • O fenômeno também acontece em uma frequência 67%.
  • No Brasil, por exemplo, nunca se falou tanto sobre o termo;
  • O estudo descobriu ainda que as temperaturas nas ondas de calor são mais altas que há 40 anos e a área afetada ficou maior.
Imagem: VladisChern/Shutterstock

Outras pesquisas também mostraram que as ondas de calor pioraram, mas esta também mostra quanto tempo dura o calor elevado e como ele se propaga pelos continentes, destacam os coautores e cientistas climáticos Wei Zhang, da Universidade Estadual de Utah, e Gabriel Lau, da Universidade de Princeton.

A Eurásia foi especialmente atingida com ondas de calor mais duradouras, afirma o estudo, assim como América do Norte e Austrália, conforme o estudo. “Essas ondas de calor estão viajando cada vez mais devagar (…) e podem permanecer por mais tempo na mesma região”, disse Zhang (Via: Abc).

Como foi feito o estudo

A equipe realizou simulações de computador mostrando que essa mudança foi impulsionada pelas emissões de calor provocadas pela queima de carvão, petróleo e gás natural. O estudo simulou ainda um mundo sem emissões de gases de efeito estufa e conclui que o mesmo agravamento visto nas últimas décadas não seria observado.

A pesquisa também analisou mudanças nos padrões climáticos que propagam as ondas de calor e concluiu que as ondas atmosféricas que movem os sistemas climáticos também estão enfraquecendo, por isso não estão movendo as ondas de calor tão rapidamente, disse Zhang.

“Uma das consequências diretas do aquecimento global é o aumento das ondas de calor”, acrescentou Jennifer Francis, cientista do Woodwell Climate Research Center. “Esses resultados colocam um grande ponto de exclamação nesse fato.”



Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.