No Amazonas cantora do Boi Caprichoso relata agressão e intolerância religiosa

Voguel
Voguel 2 Leitura mínima

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, a cantora Mara Lima, do Boi Caprichoso, compartilhou um relato de agressão e intolerância religiosa que sofreu na noite de quarta-feira (17). Segundo Mara, um homem a agrediu com uma chave de carro e um soco simplesmente porque ela estava usando uma blusa do boi-bumbá.

Mara relatou que o agressor proferiu palavras carregadas de intolerância religiosa durante o ataque: “Tira essa camisa. Ela só traz desgraça. Camisa do demônio. O boi é do demônio. O boi é do inimigo. Eu carrego o demônio comigo e está repreendido em nome de Jesus”.

Ainda na gravação, Mara mostrou os ferimentos causados pelo agressor em seu rosto e queixo. Ele foi detido pela Polícia Militar, de acordo com a cantora.

O caso logo ganhou repercussão. Diversos artistas e torcedores publicaram mensagens de força à artista. O boi-bumbá Caprichoso, manifestou apoio e solidariedade e em nota também repudiou veementemente o crime de intolerância religiosa praticado contra Mara Lima.

O secretário de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, Marcos Apólo, também emitiu uma nota: “O boi é uma das grandes expressões artísticas e culturais do nosso estado, fonte de renda para milhares de trabalhadores. Lamentamos o ocorrido e reforço meio repudio a todo e qualquer ato de intolerância.”

 



Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.