Impostômetro atinge R$ 1 tri este ano 21 dias antes do que em 2023 | Brasil

Voguel
Voguel 2 Leitura mínima

O Impostômetro, como é conhecido o painel instalado na sede da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), no centro histórico da capital paulista, registrou nesta sexta-feira a marca de R$ 1 trilhão em impostos pagos pelos contribuintes brasileiros aos governos federal, estaduais e municipais em 2024. O valor foi atingido 21 dias antes em comparação a 2023.

Na análise do economista da ACSP, Ulisses Ruiz de Gamboa, esse aumento da arrecadação pode ser atribuído à alta da inflação, pois uma parte considerável da tributação é baseada nos preços dos produtos, além do avanço econômico, que, no início do ano, foi maior do que se esperava.

Outros fatores que impulsionaram esse crescimento, de acordo com Gamboa, foram as arrecadações atípicas da Receita Federal e o aumento do ICMS sobre produtos como gasolina, diesel e gás verificado em dez estados.

O economista observa ainda que , no horizonte do resto do ano, é esperado um menor crescimento da arrecadação, se não houver mais aumentos nas alíquotas de impostos, devido à expectativa de menor inflação e de desaceleração da atividade econômica.

Para o presidente-executivo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), João Eloi Olenike, já ter a marca de R$ 1 trilhão em 2024 representa um efetivo aumento na arrecadação de tributos. “Essa situação se reflete, com certeza, pelas políticas do governo atual, que está, desde o início da gestão, se esforçando em aumentar suas receitas para fazer frente ao grande déficit público”.

— Foto: Pexels

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.