Flamengo leva lições na bagagem e liga alerta para altitude ainda pior

Voguel
Voguel 2 Leitura mínima


Time desencaixado. A ausência de De la Cruz, que não foi para o jogo com febre e sintomas virais, fez a diferença para o Flamengo. O meio-campo foi um dos setores que enfrentou maior dificuldade de se conectar, melhorando após a entrada de Allan.

O Allan te dá ritmo, é um jogador com cadência, passes curtos e volume. Possibilita a saída alternada do Erick. Quando tem os dois, um busca e outro tem liberdade de infiltração. Conseguimos sair dessa pressão Tite

Bolas aéreas. Uma das principais armas dos donos da casa na altitude é a bola pelo alto e o Flamengo entendeu isso. O Millonarios abusou das chegadas assim pelas laterais e quase complicou a vida do time.

O time do Millonarios veio o tempo todo com bolas alçadas, tinham jogadores menores, mas com cabeceio bom. E nós nos comportamos bem e conseguimos tirar. Acabamos levando o gol por baixo. Imprimimos o ritmo forte. Fisicamente fomos bem na altitude. Serve de lição para calibrar mais os passes e vencer no outro jogo Bruno Henrique

Físico em evidência. O Flamengo chegou para a estreia entre as duas partidas da final do Campeonato Carioca e, por isso, enfrentou alto desgaste. Tite revelou que nove atletas foram para a Colômbia sem as melhores condições. Além do meia De la Cruz, Léo Pereira, Ayrton Lucas e Luiz Araújo começaram no banco por conta do desgaste. Antes do Bolívar, o Fla encara o Palmeiras pelo Brasileirão.

Nós viemos com nove jogadores que tinham um problema. Eu não posso entrar com nove jogadores com alguns sentindo, outros com um detalhe a mais. Até porque temos um plantel qualificado. Quando tem a necessidade clínica ou física de sair alguém, naturalmente tem esses jogadores para participar Tite





Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.