Dell aprova home office para funcionários, mas avisa: só quem for ao escritório será promovido

Voguel
Voguel 3 Leitura mínima

A fabricante de computadores Dell atualizou em fevereiro passado a sua política de trabalho remoto, tida como uma das mais flexíveis do mercado de tecnologia, mesmo antes da pandemia de covid-19. Agora, as regras ficaram mais rígidas.

Já ao Business Insider, a companhia de tecnologia diz que “conexões em pessoa, junto com uma estratégia flexível, são essenciais para impulsionar a inovação e diferenciação de valor.”

Empregados da Dell reclamam

Funcionários em condição de anonimato reclamaram ao Business Insider sobre a nova política.

“Estamos sendo forçados a uma posição em que ou ficaremos como o homem mais baixo no totem, o primeiro a ser cortado quando se trata de redução da força de trabalho, ou podemos ser híbridos e trabalhar vários dias por semana, o que realmente afeta muitos de nós”, disse um empregado da Dell.

Já outros empregados acreditam que essa é uma forma de forçar uma demissão dos trabalhadores, sem que a empresa tenha que realizar cortes e demissões em massa.

“Não se trata de cultura. Ponto final”, disse funcionário da Dell ao Business Insider. “Há cortes de pessoal que precisam acontecer, e estamos sofrendo. Se as pessoas saírem por conta própria, eles não precisam pagar indenização.”

Empresas de tecnologia abandonam trabalho remoto após a pandemia

Essa estratégia difere do que vinha pregando a Dell nos últimos anos.

Em 2021, o fundador da empresa, Michael Dell, defendeu a cultura do trabalho remoto, dizendo que “está aqui para ficar, absolutamente”. Depois, ele foi ao LinkedIn criticar empresas que impunham uma política de retorno aos escritórios: “Se você está contando com as horas forçadas gastas em um escritório tradicional para criar colaboração e proporcionar um sentimento de pertencimento dentro da sua organização, você está fazendo isso errado.”

Em 2022, relembra o Business Insider, a companhia afirmava que a meta era ter 60% do pessoal trabalhando de forma remota em algum dia.

Essa flexibilidade começou a mudar em março de 2023, quando funcionários morando a uma hora do escritório foram obrigados a comparecer três dias por semana no escritório.

Ao mesmo tempo, a Dell acompanha a tendência de outras empresas de tecnologia, que vêm abandonando o trabalho remoto.

O Zoom, por exemplo, conhecido pela plataforma de videoconferências que se popularizou na pandemia, afirmou que está trazendo funcionários para os escritórios para que “sintam a dor do presencial”, de modo que os empregados possam atender melhor às expectativas dos clientes da empresa.

Entre as grandes companhias de tecnologia, apenas a Microsoft é a única a insistir no modelo remoto ou híbrido.



Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.