‘Conheci Ziraldo quando estava sonhando em ter um gibi, assim como ele’, diz Mauricio de Sousa | Brasil

Voguel
Voguel 2 Leitura mínima

O criador da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa, lamentou a morte do escritor e amigo Ziraldo, que ocorreu neste sábado (6).

Em nota enviada ao Valor, Mauricio de Souza conta que pegou um trem de Bauru para São Paulo e depois teria ido para o Rio de Janeiro.

“Na época, fiz algumas tiras do Pererê para ele. Mas o Ziraldo as perdeu e nunca mais as vimos. A parceria não aconteceu naquele dia. Uma porta fechou e outra abriu. Mal sabia eu que, naquele dia, iria ganhar algo eterno: o meu grande irmão de produção de materiais para crianças. E, anos depois, nossos personagens se encontraram mais de uma vez. Hoje, meu irmão partiu para uma outra viagem. Vai deixar saudade, personagens e histórias memoráveis. Viva, Ziraldo!”

O cineasta Walter Salles também se manifestou sobre a morte de Ziraldo. Em nota, Salles destaca que o cartunista deixa um vazio imenso e que o Brasil perde “um mestre genial, lúdico, que influenciou o imaginário de gerações e gerações”.

Salles ressalta que desde os Flicts, Jeremias o Bom, O Menino Maluquinho e tantos outros, os personagens de Ziraldo educaram e auxiliaram a todos a sonhar.

“O Pasquim nos ajudou a resistir durante a ditadura, e a pensar o mundo. E, ainda tivemos o privilégio de ver as charges demolidoras de Ziraldo, seus incríveis cartazes de cinema, seu traço inesquecível. Ziraldo parte, mas seu legado imenso fica — com uma família de criadores maravilhosos, incluindo minha irmã e parceira Daniela, os queridos Fabrizia e Antônio, seus netos tão talentosos, e milhões de admiradores no Brasil e no mundo”.

Pererê, outro personagem carismático criado por Ziraldo — Foto: Divulgação

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.