Como é dirigir o carro conversível de R$ 1,7 milhão da McLaren; veja imagens

Voguel
Voguel 11 Leitura mínima

Por Hannah Elliott e Chris Rovzar

(Bloomberg) – Dirigi o McLaren 750S Spider de US$ 345 mil (algo como R$ 1,7 milhão) por um dia no deserto nos arredores de Las Vegas, nos Estados Unidos. Como sucessor do McLaren 720S Spider, o 750S Spider é o supercarro conversível de produção em série mais leve e potente que a McLaren fabrica.

Com um desempenho nítido e rápido, o visual de uma superestrela e um interior que supera os dos modelos anteriores, esta é uma adição bem-vinda a uma das linhas mais prestigiadas do automobilismo de elite. Seja paciente se ainda não reservou um: os pedidos para 2024 estão esgotados e há uma lista de espera de 12 meses para 2025.

Rota Liberdade Financeira

Aprenda a investir e construa um patrimônio do zero com o treinamento exclusivo do InfoMoney

A eficiência de combustível é de 15 mpg na cidade e 19 mpg na rodovia, faixas estreitas que são padrão para supercarros. (Fotoa: Hannah Elliott/Bloomberg)

Os essenciais

Pesando 1.235 quilos, o 750S Spider pesa pouco mais de 45 quilos acima do 750S Coupe. Sua capota rígida retrátil de peça única abre ou fecha em 11 segundos em velocidades de até 31 mph.

Ele tem um motor V8 biturbo de 4,0 litros que produz 740 cavalos de potência e 590 libras-pés de torque. Essa potência, combinada com seu peso semelhante a uma pena, se traduz no que parece ser pura velocidade: a velocidade máxima é de 320 km/h. Ele irá de zero a 60 mph em 2,7 segundos, o suficiente para chegar à linha com o 296 GTB e 296 GTS da Ferrari e com o Huracan EVO Spyder da Lamborghini.

Leia também: Jaguar a R$ 1? Montadora de luxo entra no segmento de carros compartilhados

Se você gostou desse post, não esqueça de compartilhar!

A McLaren construiu o carro a partir de sua chamada “monocage” (uma peça únida de fibra de carbono), parte da ‘aura’ de exclusividade que faz com que os carros da marca pareçam estrelas em pistas do espaço sideral. Uma caixa de câmbio de sete marchas com trocas curtas oferece paddle shifts (mecanismo que permite trocar de marcha em abas atrás do volante) e trocas automáticas; Aproveito ambos em um test-drive enquanto desço a Nevada State Route 167, da área de recreação do Lago Mead até o Parque Estadual do Vale do Fogo.

A capota, de aparência alienígena, carrega as características de todos os grandes carros: freios leves de cerâmica com componentes derivados da Fórmula 1; aerodinâmica traseira ativa para ajudar na estabilidade e no manuseio; controle proativo do chassi para mantê-lo bem plantado no chão, mesmo quando eu faço as curvas; e modos de direção selecionáveis ​​pelo operador que alteram as configurações de amortecimento e a rigidez de rolamento.

Há muito pouco movimento corporal. Dirigir o 750S Spider é mais como se você estivesse preso a um míssil teleguiado do que a qualquer automóvel de quatro rodas. Eu o dirijo com prazer, preso ao assento enquanto sigo meu caminho pelas enormes formações rochosas vermelhas que dão nome ao Vale do Fogo. Este parque estadual, a apenas uma hora de Las Vegas, é um ótimo lugar para testar a aceleração e o manuseio do carro em rodovias longas de duas pistas.

O McLaren 750S Spider é 30 kg (66 lb) mais leve que o 720S Spider, graças a refinamentos de especificações e atualizações de materiais. (Foto: Hannah Elliott/Bloomberg)

O lado bom

Hoje em dia, sedãs elétricos e picapes caras tendem a ostentar a mesma velocidade e potência até mesmo dos carros esportivos mais legais. Isso pode ser confuso. Mas o 750S Spider mantém a tradição dos supercarros: sua carroceria esbelta e de outro mundo parece rápida e dirige rápido, eliminando qualquer dúvida de que você está lidando com algo muito especial.

No interior há bastante espaço para a cabeça e os ombros para dois adultos altos, novos recursos como Apple CarPlay e uma tela central de informações com gráficos ricos. As câmeras retrovisoras e som ambiente foram atualizadas, e o novo sistema de elevação do veículo eleva a frente em quatro segundos, em comparação com os 10 segundos que um 720S leva. Eu o uso enquanto navego em um estacionamento encharcado e cheio de marcas durante uma parada para almoço no restaurante remoto do mágico Chris Angel. (Não recomendado para alimentação ou arredores; faça um favor a si mesmo e faça uma pausa no Denny’s a caminho de casa).

Tudo neste carro foi projetado para economizar peso, incluindo novos assentos de corrida de fibra de carbono que economizam 17 quilos e novas rodas forjadas ultraleves de 10 raios que economizam 13,8 quilos.

Neste mundo dos carros, ser esbelto é bom. Ele permite que o 750S Spider dirija por estradas empoeiradas do deserto com a intensidade e a precisão instantânea de um robô desenvolvido em algum laboratório futurista. O carro pode não ter alma, mas deve parecer perfeito..

O McLaren 750S Spider 2024 custa US$ 345.000 (Foto: Bloomberg)

O lado mal

A entrada e a saída podem ser desafiadoras. Percebo vários dos meus compatriotas (jornalistas) lutando para entrar e sair dos bancos da frente. O 750S Spider está baixo. Suas portas geométricas abrem para cima como asas, mas, ao contrário das do cupê 750S, não levam consigo uma parte do teto. Isso dá aos motoristas menos espaço para de movimentar ao entrar. Você terá que se aconchegar e rolar para entrar e, em seguida, estender a mão para puxar a porta em sua direção. Se você quiser um 750S Spider, certifique-se de ser flexível e ágil o suficiente para caber dentro dele; encaixar-se desajeitadamente em qualquer meio de transporte – especialmente um tão chamativo como este – é um olhar que devemos evitar.

Não vou dizer que a tela de controle central vertical e fina e o sistema operacional associado sejam ruins. Eles trabalham. Direi que eles não parecem tão intuitivos e avançados quanto os centros de infoentretenimento de concorrentes como a Ferrari. Estes são peculiares. Enquanto algumas montadoras trabalham para tornar suas telas de última geração o mais próximas possível da operação de um iPhone, a configuração da McLaren parece mais uma Motorola.

O preço do 750S Spider também dissuadirá algumas partes interessadas de olhar para outros carros atraentes neste espaço rarefeito. Embora a versão do ano modelo 2024 que estou dirigindo custe US$ 345.000 (em torno de R$ 1,7 milhão), a empresa acaba de anunciar que o preço para 2025 começará em US$ 364.500 – ou R$ 1,825 milhão no câmbio atual. Este valor, contudo, só é garantido para quem se inscrever na lista de espera. Isso se aproxima do preço base atual de US$ 366.139 (R$ 1,835 milhão) para a Ferrari 296 GTS, que tem mais potência, habilidades comparáveis ​​e o status incomparável de… uma Ferrari. Até mesmo o Artura de US$ 249.100 (R$ 1,248 milhão) da McLaren e o Artura Spider de US$ 273.800 (R$ 1,4 milhão) oferecem quase tanta potência e desempenho quanto o 750S Spider, junto com um design adulto indiscutivelmente mais elegante. Para aqueles menos preocupados com status e mais preocupados com valor, essas são opções mais inteligentes.

O interior minimalista e espaçoso inclui acabamentos em couro, alcântara e muita fibra de carbono. (Foto: Hannah Elliott/Bloomberg)

Se você se lembrar de apenas uma coisa

A McLaren fabrica carros clínicos. O 750S Spider não é diferente. É focado no laser, com uma suspensão rígida e uma direção assistida eletro-hidraulicamente exclusiva e muito admirada. Mas é difícil conectar-se com este carro no nível ‘de desejo’. Enquanto dirigir outros supercarros pode parecer como se você estivesse lutando para controlar uma criatura que cospe fogo, o 750S é compatível. Ele faz exatamente o que você pede – instantaneamente, em todos os momentos – em vez de hesitar ou exagerar. O motor zumbe e geme em vez de rosnar com uma ameaça crua e desenfreada. É tão suave e flexível de dirigir que há pouco drama ao segurar aquele volante de fibra de carbono e Alcantara.

Essa é a razão pela qual compram McLarens. Com desempenho alucinante e aparência extraterrestre que dizem ao mundo que você realmente comprou um supercarro adequado, o McLaren 750S Spider atesta as virtudes da velocidade analítica e sem adornos.

Por Hannah Elliott e Chris Rovzar

© 2024 Bloomberg L.P.

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.