Brasileiro tem provocações, efeito pós-Carpini, golaços e Corinthians no Z4

Voguel
Voguel 2 Leitura mínima


E melhor para o Atlético-MG, que sapecou 3 a 0 no Cruzeiro. Aí, os gatilhos que já tinham sido usados no Campeonato Mineiro renasceram.

Teve Guilherme Arana comemorando com chororô (dizendo que os arredores da Pampulha ficariam alagados), teve o mascote do Galo jogando pipoca para o alto (referência à perda do título de virada no Mineirão) e teve o frango do goleiro Anderson no chute do próprio Arana. Foi o terceiro gol atleticano, ainda no primeiro tempo.

Arana provoca cruzeirenses após marcar para o Atlético-MG em jogo do Campeonato Brasileiro Imagem: Pedro Souza / Atlético

Flu acaba com jejum nos clássicos

Quem saiu grande do clássico no fim de semana foi Fernando Diniz. Depois de 13 jogos, o Fluminense voltou a vencer um confronto com um rival do Rio, ao bater o Vasco por 2 a 1. Diniz alfinetou a imprensa depois do jogo. O Vasco reclamou de uma bola no braço do zagueiro Manoel na área que não gerou pênalti.

É sempre bom ganhar, quebrou os 13 clássicos sem vencer. Essa notícia não dava pra ficar. Muita gente vai ficar triste, não vai dar pra criar caos. Até recapitulando, muito clássico que a gente deixou de ganhar na conta foi por causa da Libertadores, da Recopa. Se tivesse um outro jogo, a gente teria que poupar e poderia ser que não ganhasse. As pessoas gostam de colocar tudo na mesma conta. Vamos ver qual vai ser o próximo assunto para polemizar. Fernando Diniz, técnico do Fluminense





Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.