Ausência de chuvas e altas temperaturas terão impacto negativo em lavouras de milho

Voguel
Voguel 2 Leitura mínima

Levantamento realizado pela agtech A de Agro aponta que a ausência de chuvas e as altas temperaturas fizeram com que as lavouras de milho ficassem prejudicadas, principalmente no Paraná, o que pode significar um atraso em relação ao último plantio do grão. 

Foi observado também um plantio abaixo da média da cultura do milho, já que para fugir do prejuízo, muitos agricultores optaram pela cultura de algodão. Os estados Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul são os principais na produção do grão.  

+Custo de produção de produção de suínos e de frangos de corte cai em SC e no PR

“O plantio de safrinha 2024 tem enfrentado vários desafios, como atraso na semeadura e eventos climáticos intensos por conta do El Niño. Eventos climáticos extremos, como chuvas intensas na Região Sul e baixa pluviosidade associada a altas temperaturas no Centro-Oeste, podem atrasar o plantio e levar o produtor a reduzir a área destinada à cultura de milho”, comenta Rafael Coelho, CEO da A de Agro.

De acordo com a última análise feita pela empresa, mais de 90% do milho nacional na segunda safra já foi semeado. A cultura está em fase de desenvolvimento vegetativo, emergência e floração.

Para monitorar as safras, a empresa cruza imagens de satélite com uma base própria, processada com a ajuda de inteligência artificial.



Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.