Apartamento de Bebeto vai a leilão para quitar dívida: como a inadimplência é punida?

Voguel
Voguel 4 Leitura mínima

Em 1º de abril, nesta segunda-feira, será leiloado um apartamento de Bebeto, ex-jogador de futebol, localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O tetracampeão da Seleção Brasileira de Futebol responde processo judicial por deixar de pagar as verbas de condomínio e taxas do Edifício Santa Mônica Special, desde maio de 2019.

A ação tramita na 4ª Vara Cível da Barra da Tijuca, desde 2020, e cobra R$ 504.262,02 referentes ao condomínio, IPTU e taxa de incêndio, tudo corrigido conforme a lei.

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

O lance inicial pela unidade 601 do bloco III será de R$ 1,6 milhão. A venda será feita pelo leiloeiro público oficial Jonas Rymer. Caso não seja arrematado, a unidade será oferecida novamente, em 4 de abril, pela metade do preço, conforme a decisão da Justiça.

O advogado Rafael Giro, do escritório Müller, Novaes, Giro & Machado Advogados, que representa o Santa Mônica Special, disse em entrevista recente que os representantes do condomínio estão “satisfeitos com o desfecho da ação depois de quatro anos”.

Já a mulher de Bebeto, Denise de Andrade Gama de Oliveira, também afirmou em entrevistas que os débitos existentes referentes ao apartamento se acumularam por má-fé de um administrador contratado pela família, que não teria feito os pagamentos.

Se você gostou desse post, não esqueça de compartilhar!

Como inadimplência é punida?

As regras para inadimplência de condomínio ficaram mais rígidas nos últimos anos. A partir de uma nova lei, aprovada em 2016, a dívida de condomínio passou a ser considerada um título executivo extrajudicial, que é passível de protesto por atraso a partir de processo judicial de execução.

O devedor pode ser obrigado a pagar o valor em atraso em até três dias, sob pena de sofrer medidas como: penhora de valores em conta bancárias, leilão e venda judicial de veículos em seu nome, bem como o leilão do próprio imóvel objeto da dívida, como é o caso de Bebeto.

Por isso, em caso de atraso, o condômino deve procurar imediatamente um advogado para avaliar se estão presentes todos os requisitos legais para a execução. A cobrança judicial é a última alternativa quando terminam todas as tentativas de acordo extrajudicial.

Vale lembrar que, mesmo sendo único imóvel do devedor, o bem pode ser penhorado e leiloado por causa das dívidas. Isso porque o condomínio é uma conta de rateio, ou seja, divide-se todas as despesas do empreendimento entre os moradores.

Assim, se uma unidade deixa de pagar, a conta não fecha e os outros condôminos acabam arcando com essa diferença. Para pressionar o proprietário a pagar, os condomínios impõem multas e podem chegar até a ação judicial.

Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.