5 sintomas de alerta de câncer silencioso e mortal

Voguel
Voguel 4 Leitura mínima

Existem mais de 200 tipos de câncer que podem afetar humanos. Muitos são silenciosos, pois podem apresentar sintomas vagos , que poderiam facilmente ser ignorados ou confundidos com outra condição. É o caso do câncer de ovário.

No entanto, alguns sinais podem disparar o alarme. Por isso, a importância de conhecê-los. 

O que é o câncer de ovário?

Como o nome sugere, o câncer de ovário começa nos ovários.

É mais comum em mulheres com mais de 50 anos, mas pode afetar qualquer pessoa que tenha ovários.

De acordo com Instituto Nacional de Câncer (Inca), e a segunda neoplasia ginecológica mais comum, atrás apenas do câncer do colo do útero. 

Créditos: Vadymvdrobot/DepositPhotos

Os sintomas do câncer de ovário podem ser silenciosos, o que atrasa o diagnóstico

Cinco sintomas do câncer de ovário

  • Alterações no ciclo menstrual
  • Inchaço abdominal
  • Desconforto na barriga ou na região pélvica
  • Sentir-se saciado rapidamente ao comer ou ter dificuldade para comer a quantidade habitual
  • Necessidade de urinar com mais frequência do que o normal ou sensação de que sempre precisa urinar

O que provoca câncer de ovário?

O câncer de ovário é uma condição complexa que pode ser desencadeada por uma variedade de fatores, incluindo fatores genéticos, hormonais e ambientais.

Em primeiro lugar, fatores genéticos desempenham um papel significativo no risco de câncer de ovário.

Mulheres com histórico familiar de câncer de ovário têm um risco aumentado de desenvolver a doença, especialmente se houver casos de câncer de ovário em parentes de primeiro grau, como mãe, irmã ou filha.

Mutações genéticas hereditárias nos genes BRCA1 e BRCA2, bem como em outros genes relacionados ao reparo do DNA, estão associadas a um maior risco.

Além disso, fatores hormonais podem desempenhar um papel na patogênese do câncer de ovário.

Mulheres que ovulam mais frequentemente ao longo de suas vidas têm um risco aumentado de câncer de ovário, pois a ovulação está associada à exposição repetida a hormônios reprodutivos.

Isso pode explicar por que o uso prolongado de contraceptivos orais, que suprime a ovulação, pode reduzir o risco de câncer de ovário em algumas mulheres.

Além dos fatores genéticos e hormonais, outros fatores ambientais e comportamentais também podem contribuir para o desenvolvimento do câncer de ovário.

O tabagismo, por exemplo, está associado a um aumento do risco de câncer de ovário, pois os produtos químicos presentes no tabaco podem danificar o DNA nas células ovarianas.

Além disso, a obesidade, uma dieta rica em gorduras saturadas e baixa em fibras e uso de terapia de reposição hormonal após a menopausa também são fatores de risco.



Fonte: Externa

ofertas amazon promoção
Clique acima para adicionar um desconto excluivo na Amazon! Aproveite as ofertas de hoje.